marcella mattar

escritora. o resto é pura indecisão.

Um poema em francês

Deixe um comentário

(Escrevi esse poema quando voltei da França e resolvi me experimentar no idioma. Deve estar cheio de problemas, mas deu pra fazer rimas legais. Quando escrevo alguma coisa num idioma que não é o meu, geralmente é para mandar para uma pessoa. Óbvio que no final acabei não mandando. Meu namorado da época nem gostava de poesia e só ia rir da minha cara).

Pendant que j’écris

tu es dejà au lit

sans moi

 

Pendant que tu dors

mon coeur veut être dehors

avec toi

 

Au tant que ça dure

Je vois tout obscure

en quelque endroit

 

Il est comme voire les étoiles

au fonde, loin

 

Il est comme trouver de l’eau

quand l’on a soif

et pouvoir pas le boire

 

Il est comme si le monde

fondre

Mon corps fondre

La vie est brume

Dans ma tête

Je te vois dormir

Je te vois tranquil

et ta main gentil

est encore ouvert

 

J’essaye de dormir

et ma main aussi

cherche pour toi

 

Je sais que tu es là

Mais je te vois si loin

et je n’ai plus de voix

pour te demander

de rester avec moi.

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s